VIOLÊNCIA E CRIME NÃO LEVAM A NADA.

by

Era uma vez um garotinho que se chamava Zezinho e que vivia numa grande favela, Rocinha. Era de família pobre e humilde. Acostumara-se a ver cenas de crime e mortes na favela e não entendia o porquê das pessoas fazerem tanto mal umas  às outras.

O menino cresceu e virou Zé. Acostumado com a marginalidade e vendo que morando na favela e sem estudo, ele dificilmente conseguiria dar algo de bom para a família, fez uma importante e decisiva escolha para a sua vida: entrou para o tráfico e virou bandido.

Zé fez isso não porque achava bonito e tal, mas porque ele precisava viver e não podia ficar sem uma fonte de renda. Depois que entrou para o mundo corrupto e bandido, sua vida melhorou muito. Porém, essa vida melhor veio com o sangue de muitas pessoas, que, muitas vezes, não haviam feito nenhum mal a ele.

Seus pais não gostavam da vida que o filho levava, mas também não tinham outra escolha. Se ele largasse o tráfico, não haveria mais como botar a comida na mesa.

clip_image002

Houve um dia em que Zé fazia um de seus trabalhos sujos que mudou para sempre sua vida. Ele liderava um grupo de bandidos que tinha o trabalho de receptar armas e munições clandestinas, vindas do Paraguai. Porém, um morador da região em que ocorreria a receptação, percebeu a movimentação estranha e chamou a polícia.

Quando a polícia chegou, Zé e seus comparsas estavam acabando de colocar a última caixa de equipamentos dentro do carro. Eles perceberam que a coisa ia ficar feia e logo se apressaram para fugir. Começou uma perseguição. Nisso, um bandido morreu e várias caixas do carregamento receptado ficaram pelo caminho. Conseguiram escapar.

Ao chegar à favela, foi até o chefe que o havia mandado fazer o serviço e entregou-lhe o que restou da mercadoria. O cara ficou uma fera ao perceber que faltavam algumas caixas e não quis nem ouvir o que Zé tinha a falar. Disse que o prejuízo que lhe causara sairia bem mais caro pra Zé.

Depois de alguns dias da ameaça do chefe, Zé recebeu uma notícia que chocou e revoltou muito ele. Mandaram matar seu pai e ele não tinha dúvidas que o mandante era seu chefe. Foi aí então que ele pensou em se vingar, mas logo viu que aquilo não o levaria a nada. Resolveu seguir a vida em frente. Saiu do tráfico.

O rapaz, ainda jovem, começou a freqüentar a igreja com os conselhos da mãe. Ela também o orientou a começar os estudos, já que nunca havia estudado e depois, quem sabe, arrumar um emprego. Logo, já tinha um bom emprego de dois salários mínimos e uma bolsa com 100% de desconto numa boa faculdade. Isso tudo não veio de graça, mas com muito estudo e determinação de quem já tinha experimentado tudo de ruim que a vida tinha a oferecer.

A vida daquele pobre homem mudou da água para o vinho. Ele que nunca teve nada na vida, agora tinha uma casa própria, um ótimo emprego e uma família. Ele nunca se esqueceu de como era difícil a vida que tinha, por isso dava muito valor ao que possuía agora.

clip_image004

Isso tudo veio depois que ele largou o crime e se dedicou a dar o melhor a si e a todos. Assim, Zé virou um novo homem, feliz e melhor.

David Moura

Lucas Machado

Anúncios

Uma resposta to “VIOLÊNCIA E CRIME NÃO LEVAM A NADA.”

  1. Marlene Says:

    Gostei muito bjssssss……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: